A idéia do Farol da Paisagem

A idéia do Farol da Paisagem surgiu quando achamos conveniente atuar como uma espécie de observatório da paisagem, lançando luz sobre os assuntos que temos como interesse pessoal e que podem ampliar a atual concepção que temos sobre esse tema. Em algum momento, quem sabe, permitindo que os assuntos abordados possam auxiliar a outros interessados a encontrar caminhos profissionais através das experiências que enfrentamos percorrendo os nossos próprios ao longo do tempo em que atuamos com o tema mais antigo e circundante ao ser humano: a paisagem.

Além de ser um espaço de divulgação de notícias e informações, o Farol da Paisagem contempla algumas colunas pré-definidas, que devem ter uma categorização especial, a saber:

Plantas fantásticas (#PlantasFantásticas): Apresentando a vegetação brasileira e mundial a partir de seus aspectos estéticos e funcionais, associada com a sua utilização em projetos de paisagismo ou com seus ambientes naturais, no sentido de permitir aos leitores do Blog conhecer plantas novas e que possuem características ornamentais e/ou ecológicas diferenciadas.

Jardins incríveis (#JardinsIncríveis): Existem jardins e instituições botânicas que merecem ser destacadas para que mais pessoas possam ter contato com estes espaços, por este motivo a intenção desta coluna é apresentar alguns destes locais aos leitores.

Lugares sensacionais (#LugaresSensacionais): Paisagens diversas, parques naturais e ambientes urbanos e rurais merecem ter mais visibilidade na vida cotidiana das pessoas, dar destaque a tais lugares é o objetivo desta coluna.

Paisagens educativas (#PaisagemEducativa): Paisagens possuem grande capacidade de educar pessoas, seja no sentido positivo ou negativo, e sua leitura e entendimento é uma importante ferramenta de análise social, por este motivo, achamos conveniente destacar tais ambientes na coluna, dando especial destaque aos seus elementos distintivos e educacionalmente interessantes.

Nossos amores vegetais (#AmoresVegetais): Algumas pessoas são tão especiais que as comparamos com plantas fantásticas e esta coluna destaca as impressões e os sentimentos que elas nos causam ou causaram, se partiram desta existência. Trata-se de uma homenagem a entes queridos.