Os projetos de áreas públicas para recreação, mobilidade e lazer, que envolvem os canteiros de avenidas, praças e parques envolvem uma concepção ampliada da paisagem, que busca conectar as suas funções na dinâmica urbana, como retenção de águas pluviais, combate a ilhas de calor, arborização de ruas e avenidas, acessibilidade e demais aspectos de infraestrutura verde com as demandas estéticas da sociedade, mantendo os custos de conservação dos ambientes projetados e existentes dentro das capacidades técnicas e financeiras dos municípios. Cabe ressaltar a importância de soluções de custo/benefício positivo aliadas a composições ornamentais que assegurem conexão entre as pessoas além de condições de sustentabilidade para a flora e a fauna urbanas.